10 de junho de 2016

Intensidade do ronco pode afetar audição

asdnaiujsdfAlém de atrapalhar a qualidade do sono, o ronco pode, indiretamente, acarretar outro dano à saúde, relacionado à intensidade sonora do barulho que provoca. “Não é o fato de roncar frequentemente que prejudica a audição e sim o fato de a intensidade de energia sonora desse ronco ser muito alta e por período prolongado, repetitivamente”, explica o otorrinolaringologista cooperado da Unimed Maceió, Dr. Wilson Gama Júnior.

Quando um indivíduo é submetido de forma repetitiva a uma intensidade sonora superior a 80 decibéis, por até 8 horas contínuas de exposição, poderá evoluir com distúrbio da audição, e esse tempo pode até ser menor, quanto maior for a intensidade do som. “Nessas circunstâncias de roncos excessivamente altos, pode haver prejuízo auditivo, não somente para o roncopata, como também para o companheiro ou companheira que dorme ao lado” esclarece o especialista. Dr. Wilson Gama Júnior recomenda medidas comportamentais adotadas logo antes de dormir, que podem melhorar a qualidade do sono, como evitar o consumo de álcool, fumo e drogas, assim como fazer refeições pesadas. “Perder peso, em caso de sobrepeso ou obesidade, e manter hábitos saudáveis também contribuem para um sono mais tranquilo”. ”Nessas circunstâncias de roncos excessivamente alto pode haver prejuízo auditivo, não somente para o roncopata, como também para o companheiro ou companheira que dorme ao lado”. Esclarece o Dr Wilson Gama Júnior

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *