15 de junho de 2018

Conheça os sintomas e os cuidados com as alergias respiratórias

A alergia é uma reação exagerada do corpo em relação a certas substâncias da natureza. Quando elas entram em contato com o corpo, o sistema imunológico entra em alerta e tenta combatê-las, dando origem às crises alérgicas. As alergias respiratórias mais comum são a rinite alérgica e a asma, ambas acometem 01/04 (um quarto) das crianças brasileiras.

A rinite alérgica é caracterizada por entupimento nasal, coceira, espirro e sensação de coriza, já a asma apresenta tosse, um chiado no peito e falta de ar. Vários fatores ambientais desencadeiam essas doenças em indivíduos com predisposição genética a tê-las. Entre as principais causas estão ácaros da poeira doméstica, fungos, baratas, pólen e animais. Fumaça e odores de cigarro também são bastante prejudiciais a essas pessoas.

Dentre a lista de causas, os ácaros encontram-se no topo. Eles são seres que não podem ser vistos a olho nu e o maior problema deles está nas fezes, local onde se apresenta o maior grau de alergenicidade. Eles alimentam-se de pele descamada, fungos e outras substâncias ricas em proteínas, desenvolvem-se em locais com pouca luminosidade e muita umidade, geralmente presentes em colchões, travesseiros, tapetes, carpetes, cortinas e brinquedos de pelúcia.

Os fungos desenvolvem-se em locais com uma umidade alta, locais quentes e mal ventilados. Normalmente são encontrados em banheiros, sótão, armários, porões, malas e até mesmo em cozinhas, umidificadores e ar condicionado.

Em relação aos animais, os maiores causadores das alergias respiratórias são os cachorros e gatos. Mas diferente do que muitas pessoas pensam, o maior problema não está nos pelos dos bichos e sim na saliva e urina ligadas ao pelo. Bem como o epitélio descamado, que são as caspas e se espalham nas roupas e ambientes.

Entre os fatores que disparam ou agravam as alergias respiratórias, está a mudança brusca da temperatura ou do clima e também produtos com cheiros fortes.

Como reconhecer uma alergia respiratória

Os principais sintomas são a obstrução nasal, coceira no nariz, olhos, ouvidos ou na garganta, coriza, lacrimejamento ou vermelhidão nos olhos, sensação de ouvido moco, dor de cabeça, tosse, halitose, sonolência, irritabilidade, perda de apetite e dificuldade  para dormir.

Como evitar

Alguns procedimentos podem evitar as crises alérgicas como: lavar as roupas de cama semanalmente com água quente, evitar cobertores de lã, manter sempre o nariz lavado, lavar as mãos com frequência, evitar aglomerações excessivas, evitar carpetes ou cortinas de pano (especialmente em quartos). O uso de capas plásticas impermeáveis nos colchões e travesseiros também pode ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *